terça-feira, 28 de abril de 2009

Ver-te, ver-me!


Depois do nosso amor, do nosso tesão, de um expulsar de energias, uma explosão de sentimentos e desejos, deixo-te adormecer nos meus braços..
Devagarinho, num silêncio quase absoluto, levanto-me, sento-me na cadeira em frente ao espelho...nua.
Olho-te pelo reflexo do espelho, olho-me. Vejo-nos no mesmo quadro, numa existência que é mais real que sensações. Toco-nos..é permanente, não é? Se estivesses acordado dir-me-ias que sim, sem pensar. Tu nunca tens dúvidas. Tu nunca tens medos. Invejo-te por isso.
Abandono-nos no reflexo, passo as maõs pelo meu cabelo, ato-o... molho os meus lábios.
Dirijo-me a ti,suavemente felina...gatinha mansa...procuro os teus lábios, encosto-os aos meus, acordas...não abres os olhos,beijas-me com a mesma paixão.. adormeço nos teus lábios..

6 comentários:

S disse...

E é onde deves dormir sempre, nos meus lábios, dentro de mim, na minha pele.
Não deixes de ser o meu reflexo, não deixo de ser o reflexo de ti.
Amo-te.

Seline disse...

Que texto lindo, pleno de amor e ternura.
Sem espelho, mas vendo o reflexo do sentir nas vossas palavras...
Um beijo com carinho aos dois

intimidades disse...

AMOS PURO

Jokas

Paula

Maria disse...

Oh my, truelly beautiful, with a declaration like this, I will be hugging my pillow and try to dream of a moment like this one...
Good night to both.
kisskiss

T disse...

S. para o resto da vida será assim :)

Seline, obrigada querida, um beijo enorme

Paula :) amor mais que puro :) beijinhos

Maria, dream with your heart open... :) lot of kisses!

Erica Maria disse...

Adorei isso aqui!

Por isso estou linkando e seguindo!

Voltarei sempre!


Bjossssssssssssss!