sábado, 2 de maio de 2009

Decerto



...que cometi erros nesta relação com a minha querida T. E esses erros não puderam ser perdoados por ela.
Algum erro que ela possa ter cometido, foi perdoado, porque perdoar é da natureza deste meu amor por ela. Mas a ela não é possível perdoar, ela é como é, não se pode transformar noutra pessoa, nem eu quero. Gosto dela como é...
Não faço juízos de valor, neste conseguir ou não conseguir perdoar, seja pela minha parte, seja pela parte da minha T. As coisas são como são, não julgo a minha T, não me julgo a mim.

Mas não consigo lutar mais por ela. Nem consigo, nem ela me autoriza, pelo que a nossa relação acabou. A relação acabou, o meu amor por ela fica cá. É lindo, não quero perdê-lo!

Deixo aqui, a acompanhar esta mensagem, uma linda canção que aprendi a conhecer e a gostar com a minha querida T, agora a minha querida e ausente T. Desfrutem dela, a canção é linda!

O blog está cá e eu também. Talvez volte, gostei muito daquilo que aqui passámos, adoro a T, vir aqui, será recordar. E não tenho medo de recordar o de que bom tivemos.
E foi um prazer ter recebido tantas e tão lindas visitas!

5 comentários:

T disse...

"Ele vai rir-se quando lhe contar
Que um dia quis dar-lhe o mundo
Mas não o soube chamar
O seu cheiro passa solto
E leve como o ar

Ele vai ter um sonho por guardar
O tempo não tem escolha
E a alma passou longe
Adeus! Será que é Adeus?
Eu não te perco mais

Ele nem imagina
Ele nunca me vai ver
Volto a cruzar-me com ele
Fingindo não o ver
E por isso nunca
Ele nunca vai saber..."

(Luis Represas e Simone, in Desencontros)

O quanto eu te quero :(
Lamento tanto as tuas prioridades..

S disse...

A minha prioridade és tu, querida T.

:(

Bernardo Lupi disse...

Bom, se é o final definitivo lamento imenso. Ao que parece estamos em sintonia visto que também tive um desaguisado com a minha amiga colorida Cláudia que a levou a abandonar o blogue.
Enfim, a vida é tortuosa e temos que nos adaptar a essas vicissitudes...

Um abraço para os dois!

Simply Gay disse...

CALMA! Mas voces chatearam-se!? Bem sei que entre marido e mulher não se mete a colher, mas certo é que nos deixaram sempre espreitar no vosso quarto, na vossa vida... e agora uq estão numa, espero, fase má, não podemos deixar de vos dar umas palavras...
A única coisa que não tem solução é a morte... tirando isso tudo´tem um rumo que pode ser controlado por nós! A vida são mesmo dois dias... percebam o que sentem um pelo o outro e discutam as "prioridades" de cada um e dos dois como casal...

Espero sinceramente que seja uma fase e que rapidamente voltem a amar-se sem ausência do outro... porque amar sozinho não tem graça!

Beijos para a T e abraços para o S!
e... força nisso!

Seline disse...

Meus lindos... custa-me tanto ver-vos assim.
Falem, esclareçam o que há a esclarecer, afastem essas nuvens que toldam o vosso caminho e redescubram o Amor lindo que vos une.
Beijos aos dois