domingo, 14 de fevereiro de 2010

Obrigado, meu amor!

Por não me teres deixado partir, por me teres levado contigo para a nossa cama, por me teres amado da maneira como amaste.

Obrigado, meu amor, pelo fervor com que, noite alta, fizemos amor, obrigado pela maneira como te abriste para que eu entrasse em ti, para que o meu caralho doído de tesão, se enterrasse na tua coninha encharcada e nela derramasse toda a esporra acumulada, depois de dias e dias sem te amar.

Obrigado, meu amor, pelas dentadas que me deste nos ombros, pela fúria com que me puxaste para dentro de ti.

A nossa foda foi como um relâmpago que chega de repente, mas nem por isso foi menos linda. Nem todas as nossas fodas têm que ter todos os acepipes, ontem não tivemos vagar senão para nos entregarmos um ao outro, num instante cheio de densidade, de fulgor, de tesão e desejo...
E o desejo continua cá, hoje, estou certo, vamos apreciar cada bocadinho de nós, eu os teus bocadinhos, tu, os meus!

Obrigado, meu amor, por me teres amado dessa maneira única.

Mas obrigado, principalmente, por me amares e por não teres permitido que eu abalasse!

PS: Feliz Dia dos Namorados, meu amor, minha mulher, minha amante, minha namorada!

4 comentários:

Jaque disse...

Uau! Que declaração! :)

ursinha disse...

Estou encantada.
beijos de mel
ursinha

T disse...

Foi das melhores...talvez por isso mesmo, porque as saudades nos queimavam (ainda me queimam!)
Não posso deixar que te vás embora, que saias do nosso quarto, do nosso amor, da nossa eterna paixão.
Temos tanto para viver juntos, temos tanto deslumbramento para descobrir a cada dia que passa.
Não fiques nunca mais longe de mim..fica aqui comigo!
Ficas?
Amo-te!
Desejo-te mais que ontem!
Quero-te agora! Quero-te sempre!
INFINITAMENTE TUA!

S disse...

Não precisas perguntar, sabes que fico, porque é ao teu lado que quero estar. Sempre.

Amo-te...